Tecnologias e Línguas

Crianças de escola de robótica criam app para ajudar na comunicação de surdos

Show app 123

Henrique Ferreira, 10 anos, e João Victor Barreto, 11 anos. Foto: Divulgação

Depois de assistir a um vídeo sobre crianças com deficiência auditiva, os alunos Henrique Ferreira, 10 anos, e João Victor Barreto, 11 anos, tiveram a ideia de criar o app “Deaf Translator”

Alunos de seis a 11 anos da turma de “Padawans” da escola de robótica Manaós Tech for Kids criaram um aplicativo que tem por finalidade ajudar as pessoas surdas a se comunicarem melhor. O aplicativo foi batizado como “Deaf Translator” que em português significa “tradutor para surdos”. O download é gratuito e está disponível para Android pela Play Store. Clique aqui para baixar.  Continue lendo

“Diz lá!”, a aplicação que quer pôr os chineses a aprender português

Afirmam os seus criadores que a “Diz lá!” é a primeira aplicação para o ensino da língua portuguesa destinada a utilizadores chineses. Esta inclui um guia de conversação com temas que vão desde restaurantes, viagens, desporto, o estado do tempo, hospitais, correios e um conjugador de verbos.

Catarina Vila Nova

“Nós havíamos de fazer uma coisa para telefones”, atirou um dia, no decorrer de uma reunião com o Instituto Politécnico de Macau (IPM), o secretário para os Assuntos Sociais e Cultura. Vários meses depois, e com o envolvimento de cerca de 15 académicos, nasceu a aplicação “Diz lá!”, desenvolvida pelo Centro Pedagógico e Científico da Língua Portuguesa (CPCLP). Com 15 mil verbos, 400 dos quais conjugados, e um guia de conversação com 20 temas, esta é a primeira aplicação para o ensino do português, destinada a utilizadores chineses, dizem os seus responsáveis. Continue lendo

A língua já não é mais uma barreira para a pesquisa: Revistas de acesso aberto interrompem domínio do inglês em literatura científica

LONDRES e CINGAPURA, 31 de janeiro de 2018 /PRNewswire/ — O Dr. Srinubabu Gedela, CEO da OMICS International mencionou que a publicação científica de acesso aberto está removendo as barreiras da língua. A pesquisa científica publicada em revistas de acesso aberto pode ser traduzida para várias línguas sem leis de direitos autorais. Se o conteúdo científico for traduzido a várias línguas a várias línguas regionais e globais, então o resultado da pesquisa científica atingirá os pobres do mundo. Vale salientar que alguns governos estão dando importância à tradução de conteúdo cientifico a seus idiomas regionais.

O conteúdo científico gratuito é essencial à sociedade, habilitando o crescimento econômico, a herança e a cultura. A literatura livre remove o domínio e erradica o desequilíbrio entre pobres e ricos. “A indústria de publicação de acesso aberto ainda está trabalhando na improvisação para atingir até os cantos mais remotos do globo com informações científicas gratuitas, acessíveis e de boa relação custo-benefício”, acrescentou o Dr. Gedela. Continue lendo

Estudantes criam aplicativo que traduz sinais de Libras para o alfabeto gráfico

Larissa e Rafhael mostram resultado do TCC, que também funciona como rede social para interação entre pessoas interessadas na linguagem

Sistema foi desenvolvido em faculdade de Araçatuba

A tela do celular mostra uma pessoa. A cena capturada lembra a imagem de alguém em pose para uma fotografia, porém o objetivo é outro. O sistema reconhece os gestos feitos com as mãos de quem é filmado e os transforma em letras gráficas. Esse é o funcionamento do aplicativo Hands Free, desenvolvido como TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) por dois estudantes de tecnologia em análise e desenvolvimento de sistemas da Fatec (Faculdades de Tecnologia) de Araçatuba.

Continue lendo

App educacional disponibiliza ‘Turma da Mônica’ em línguas estrangeiras

As versões em inglês, espanhol e francês dos quadrinhos da Turma da Mônica agora estão disponíveis na plataforma LingoZING!. O intuito do programa é incentivar a educação e tornar o aprendizado de línguas estrangeiras mais fácil para crianças e adolescentes.

“O uso da tecnologia está presente em outros processos, então pensamos que a inclusão da Turma da Mônica no meio digital é essencial”, afirmou Maurício de Sousa, criador da empresa, à GALILEU. Continue lendo

Documentário sobre acessibilidade estreia em Porto Alegre

?Todos? entra em cartaz na Casa de Cultura Mário Quintana, em 1º de dezembro

Marilaine Castro da Costa

Acessibilidade, diversidade, inclusão e inserção social são alguns dos temas tratados no documentário ‘Todos’, que estreia em 1° de dezembro na Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 762), em Porto Alegre. A produção acompanha o historiador gaúcho com baixa visão Felipe Mianes, por várias cidades do Brasil e do exterior discutindo sobre o assunto.

Realizado pela produtora gaúcha Accorde Filmes, o filme será exibido com recursos de audiodescrição, Língua Brasileira de Sinais (Libras) e legendas.  Com sessões diárias às 19h15, na Cinemateca Paulo Amorim, da Casa de Cultura Mario Quintana, a película aborda as barreiras enfrentadas pelas pessoas que necessitam de cuidados especiais e como elas lidam diariamente com isto.

Continue lendo

IPOL Pesquisa

Receba o Boletim

Facebook

Visite nossos blogs

Clique na imagem

Clique na imagem

Clique na imagem

Visitantes

Arquivo