Tecnologias e Línguas

The World Expert Meeting on Multilingualism in Cyberspace for Inclusive Sustainable Development held in Khanty-Mansiysk under the aegis of UNESCO

 

Participants of the Global expert meeting

On June 5–9 2017 Khanty-Mansiysk successfully hosted the World Expert Meeting on Multilingualism in Cyberspace for Inclusive Sustainable Development within the framework of the IX International IT Forum featuring BRICS and SCO countries and within the UNESCO Intergovernmental Information for All Programme (IFAP).

The meeting has become a first-ever global forum to consider the importance, role and functions of multilingualism and linguistic diversity in the digital environment for inclusive sustainable development.

The event gathered almost 100 representatives of intergovernmental, international, regional and national nongovernment organizations, universities, research centres, state ruling bodies as well as cultural, educational, research, information and communication agencies from 35 countries  (Argentina, Benin, Brazil, Central African Republic, China, Colombia, Czech Republic, Dominican Republic, Egypt, France, Ghana, Georgia, Germany, India, Iran, Italy, Kazakhstan, Latvia, Moldova, Netherlands, Norway, Palestine, Paraguay, Philippines, Russian Federation, Romania, South Africa, Spain, Sudan, Switzerland, Syria, UK, USA, Zambia).

Continue lendo

Aplicativo Giulia – para tradução simultânea entre falantes de LIBRAS e Português

Instalado em um smartfone compatível, o aplicativo oferece aos seus usuários diferentes recursos para comunicação, tais como: localização, chat, alerta, babá, despertador.

Fonte: Projeto Giulia

Há uns auriculares que traduzem cerca de 40 línguas em tempo real

Lembra-se do Peixe Babel, da série À Boleia Pela Galáxia, de Douglas Adams, que traduzia instantaneamente qualquer língua e que se podia colocar dentro ouvido?

Fonte: Volta ao Mundo

Fonte: Volta ao Mundo

Agora foi lançado um novo instrumento que em muito se assemelha ao fictício Peixe Babel. Apesar de não serem uns peixes verdadeiros, os novos auriculares «Dash Pro» traduzem cerca de 40 idiomas, em tempo real.

Graças a uma colaboração entre a aplicação iTranslate e a empresa de auriculares wireless Bragi, é possível perceber aquilo que o condutor de um tuk-tuk na Tailândia diz, ou perguntar onde fica o metro, em Tóquio. Combinando o hardware dos auriculares da Bragi com o revolucionário software de reconhecimento e tradução de voz da iTranslate, este é um sistema totalmente integrado que recebe um idioma e envia outro, diretamente para os seus ouvidos.
Fonte: Volta ao Mundo

Fonte: Volta ao Mundo

Com dois pares de Dash Pros, poderá usar o modo «AirTranslate Mode»: cada pessoa conecta os seus auriculares ao seu telemóvel via Bluetooth e, depois do sinal, pode começar uma conversa com a outra pessoa em dois idiomas. Assim, caso vá ter com um amigo à Polónia e ele também tiver os phones, poderá falar em português e ele em polaco. No caso de querer ter uma conversa com alguém que não tenha uns Dash Pros, basta ativar o modo de dispositivo único. É preciso ligar os phones ao telemóvel através do Bluetooth, definir os idiomas e entregar o telefone à outra pessoa. Desta forma, o taxista na China poderá compreender o que está a dizer através do som que sai do telemóvel e responder-lhe – aí receberá o som nos phones.

Os Dash Pros, que funcionam como também apenas como phones com microfone integrado, custam 298 euros. A aplicação para o iPhone tem o custo de 4,5 euros por mês. A versão da app para Android vai ser lançada em breve.

Uma alternativa: Google Tradutor
Para o caso de não ter os auriculares Dash Pro ou não conseguir descarregar a aplicação iTranslate, o Google Tradutor poderá ser uma solução. Tem noventa línguas disponíveis, tanto na escrita como em conversação. E a grande vantagem da aplicação é funcionar sem ligação à internet, desde que antes sejam descarregados os idiomas a usar (função apenas disponível para software Android). Outra ferramenta, talvez a mais impressionante, recorre à máquina fotográfica do smartphone e traduz diretamente no ecrã. Basta apontar para um texto e aparece a tradução, ajustando as palavras sem mexer no fundo. E até é possível desenhar letras que não estejam no teclado, por exemplo do alfabeto chinês.

Fonte: Volta ao Mundo

Microsoft lança plug-in para PowerPoint que traduz slides e voz em tempo real

A conferência para desenvolvedores Microsoft Build 2017 trouxe um plug-in bem interessante para o PowerPoint. Chamada de Presentation Translator, a aplicação consegue captar a voz do usuário e traduzir em tempo real para um idioma escolhido. E, ainda, quem estiver assistindo a palestra pode baixar um app em seu celular e acompanhar o conteúdo em seu idioma nativo – caso não entenda as outras línguas. (Confira aqui a apresentação do app.)

Na prática, o usuário instala o Presentation Translator em seu PowerPoint e, depois, coloca sua língua nativa e para qual idioma a conversa deve ser traduzida. Automaticamente, o plug-in reconhece a voz e começa a tradução. O mais interessante é que ele consegue captar o sentido da frase e vai mudando a sentença até o palestrante terminar de falar. Ou seja: ele não traduz palavra por palavra ao pé da letra; ele entende o contexto.

Os ouvintes que não dominam o idioma nativo ou o escolhido para tradução podem baixar o aplicativo do Presentation Translator em seu celular e acompanhar o conteúdo em sua língua-mãe. Para isso, basta o palestrante compartilhar o QR Code ou um código de cinco letras de sua apresentação.

O plug-in da Microsoft compreende 10 idiomas falados. São eles: alemão, árabe, chinês (mandarim), espanhol, francês, inglês, italiano, japonês, português e russo. Já a tradução pode ser feita em mais de 60 línguas.

Por enquanto, o Presentation Translator não está disponível para o público final. Apenas algumas pessoas receberam a licença para testá-lo. Mas você pode preencher um cadastro mostrando seu interesse no plug-in. Assim, a Microsoft irá avisá-lo primeiro quando a aplicação estiver disponível. Clique aqui para se inscrever.

Fonte: 33 Giga

Abertura do Seminário Inventário LIBRAS

Iniciou hoje, 08 de Maio de 2017, o Seminário LIBRAS

Mesa de abertura do Seminário do Inventário LIBRAS

Mesa de abertura do Seminário do Inventário LIBRAS

Na manhã dessa segunda-feira, teve início o Seminário do Inventário Nacional da LIBRAS.

A mesa de abertura contou com representantes das três instituições responsáveis pela realização do Inventário: Regina Helena Meirelles Santiago, Chefe da Divisão Técnica da Superintendência do IPHAN em Santa Catarina, Rosângela Morello, Coordenadora Geral do IPOL e Marianne Stumpf, Chefe do Departamento de Libras da UFSC. As convidadas apresentaram ao público a importância desse evento no cenário nacional de promoção das línguas pelo INDL, considerando o papel das instituições por elas representadas .

Após a abertura, foi composta a mesa-redonda: INVENTÁRIO NACIONAL DA DIVERSIDADE LINGUÍSTICA, com Regina Helena (IPHAN), Ana Paula Seiffert e Cintia Vilanova, Coordenadora Executiva e Gestora Executiva do IPOL, respectivamente, em especial no Inventário LIBRAS, e Ronice Quadros, Coordenadora da Produção e Pesquisa em LIBRAS/UFSC.  Foram tematizados aspectos históricos e metodológicos da política do INDL, além dos desafios implicados no processo de execução do Inventário da LIBRAS.

Para a participação do seminário foram convidados 27 surdos de referência que atuam diretamente na promoção da LIBRAS nas cinco diferentes regiões do país. Além deles, nesse primeiro dia, puderam participar professores, estudantes e interessados no tema. Assim, o auditório Henrique Fontes, do CCE/UFSC esteve completamente cheio durante todo o dia.

Continue lendo

TV peruana lança telejornal apresentado em Aimara

O telejornal será apresentado pelos jornalistas Walter Escobar e Rita Choquecahua, ambos têm o aimara como língua materna. Fonte: Vermelho

O telejornal será apresentado pelos jornalistas Walter Escobar e Rita Choquecahua, ambos têm o aimara como língua materna. Fonte: Portal Vermelho

O jornal Jiwasanaka, em espanhol “Nosotros”, terá alcance nacional e as pautas serão relacionadas aos interesses das comunidades aimara: atualidades, clima, agricultura, saúde, além de notícias internacionais relacionadas principalmente a peruanos fora do Peru. 

Para produzir a nova atração da grade, a TV contratou uma equipe inteira de profissionais cuja língua materna é o aimara. Além disso, os dois âncoras, Rita Choquecahua e Walter Escobar, também são falantes aimara nativos, ou seja, esta é a “língua materna”. 

Tanto Rita como Walter têm uma longa trajetória como jornalistas apresentadores de programas em rádio e TV e se destacam por dar voz ao povo aimara.

Aimara, Aimará ou Aymara é um idioma falado por mais de dois milhões de pessoas da etnia Aimara concentradas principalmente na Argentina, Bolívia, Chile e Peru. Na Bolívia e no Peru é considerado idioma oficial junto ao Quíchua. 

Fonte: Portal Vermelho, Mariana Serafini

Receba o Boletim

Facebook

Visite nossos blogs

Clique na imagem

Clique na imagem

Clique na imagem

Visitantes

Arquivo