Inclusão social

Conheça os youtubers surdos que reúnem milhares de seguidores

Youtubers surdos
Um detalhe que faz toda a diferença: legendas em vídeos no YouTube. Sem elas, pessoas com deficiência auditiva não conseguem acompanhar o que está sendo dito. Com elas, os surdos são incluídos e passam a ter acesso aos conteúdos pelos quais se interessam no ambiente digital. Percebendo que muitos dos canais na rede não tinham essa alternativa — e com um talento nato para a coisa — youtubers surdos vêm ganhando a cena. Com a Libras (Língua Brasileira de Sinais) e as legendas, conquistam milhares de seguidores. E além de receberem o carinho dos internautas, informam e motivam.

Um desses é o divertido canal da Kitana Dreams. Quase dez mil pessoas estão inscritas para acompanhar as publicações da “drag queen surda, carioca e escorpiana”. Ela é interpretada por Leonardo Braconnot, youtuber, maquiador e artesão. Em seus vídeos, em que se comunica por Libras, ele dá dicas de maquiagem, faz desafios e discute temas atuais.  Continue lendo

Acesso à tecnologia: o novo indicador de desigualdade

Relatório da Unicef sobre infância

A menina Waibai Buka, de Camarões, acessou a internet pela primeira vez em 2017 PRINSLOO UNICEF

Relatório da Unicef mostra como as enormes lacunas no acesso à internet na infância afetam a educação e entrada no mercado de trabalho

mundo digital com todas as suas vantagens – como a infinidade de informações ao alcance de um clique e a comunicação imediata – não chega a todos da mesma forma. O acesso à internet pode marcar a diferença entre a exclusão social e a igualdade de oportunidades. Se não forem adotadas soluções, aumentará a disparidade existente entre os países mais desenvolvidos e as nações em desenvolvimento. O alerta é feito pelo Unicef em seu relatório Situação Mundial da Infância 2017: as crianças em um mundo digital.

Na África, 60% das pessoas entre 15 e 24 anos não têm acesso à internet; na Europa, essa porcentagem cai para 4%. Os países em que crianças e adolescentes têm menos acesso estão no continente africano. Continue lendo

Recife ganha sessões de cinema para pessoas que não enxergam e não escutam

Sessão de cinema com recursos de acessibilidade encanta público

Sessão de cinema com recursos de acessibilidade encanta público

Filmes são exibidos com recurso de audiodescrição, Língua Brasileira de Sinais (Libras) e legendas para surdos e ensurdecidos no cinema da Fundaj. Projeto promove sessões quinzenais.

Continue lendo

“Língua brasileira de sinais precisa ser incorporada à política educacional”, diz ministro

Em entrevista à TV NBR, ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou que o Governo do Brasil trabalha para ampliar acesso à educação para surdos.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou, nesta segunda-feira (6), que a Língua Brasileira de Sinais (Libras) deve ser, cada vez mais, incorporada à política educacional brasileira e que o Governo do Brasil trabalha para ampliar o acesso de surdos à educação.

Em entrevista à TV NBR, o ministro comentou o tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio, aplicada neste domingo (6). O assunto que os estudantes precisaram abordar nos textos foi Desafios para a Formação Educacional de Surdos no Brasil. Continue lendo

Documentário sobre acessibilidade estreia em Porto Alegre

?Todos? entra em cartaz na Casa de Cultura Mário Quintana, em 1º de dezembro

Marilaine Castro da Costa

Acessibilidade, diversidade, inclusão e inserção social são alguns dos temas tratados no documentário ‘Todos’, que estreia em 1° de dezembro na Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 762), em Porto Alegre. A produção acompanha o historiador gaúcho com baixa visão Felipe Mianes, por várias cidades do Brasil e do exterior discutindo sobre o assunto.

Realizado pela produtora gaúcha Accorde Filmes, o filme será exibido com recursos de audiodescrição, Língua Brasileira de Sinais (Libras) e legendas.  Com sessões diárias às 19h15, na Cinemateca Paulo Amorim, da Casa de Cultura Mario Quintana, a película aborda as barreiras enfrentadas pelas pessoas que necessitam de cuidados especiais e como elas lidam diariamente com isto.

Continue lendo

Novos aplicativos para crianças e surdos estão disponíveis

O Ministério da Educação criou dois novos aplicativos para celulares que podem ser baixados gratuitamente. O TV Escola Criança tem conteúdo voltado para meninas e meninos entre seis e oito anos de idade. Já o Primeira Mão é um jornal bilíngue, na Língua Brasileira de Sinais (Libras) e português, com as principais notícias do país e do mundo. Ambos já estão disponíveis para download nas lojas virtuais dos sistemas iOS e Android.

O aplicativo para as crianças contém toda a programação infantil da TV Escola, com produções educativas nacionais e estrangeiras, que instigam a curiosidade em diversas áreas do conhecimento. A navegabilidade é fácil e intuitiva. Continue lendo

IPOL Pesquisa

Receba o Boletim

Facebook

Revista Platô

Visite nossos blogs

Clique na imagem

Clique na imagem

Visitantes

Arquivo