identidades

A 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, de 26 de agosto a 04 de setembro

bienal

A 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo acontecerá de 26/Agosto a 04/Setembro de 2016 no Pavilhão de Exposições do Anhembi.

O evento é palco para o encontro das principais editoras, livrarias e distribuidoras do país, cerca de 480 marcas apresentando seus mais importantes lançamentos para aproximadamente 700 mil visitantes em um espaço total de 60 mil m².

Além da grande oferta de livros, a Bienal do Livro ainda conta com uma programação cultural abrangente, mesclando literatura, gastronomia, cultura, negócios e muita diversão!

 Quando Acontece?

De 26 de Agosto a 04 de Setembro de 2016
Pavilhão de Exposições do Anhembi
Av. Olavo Fontoura, 1.209 – Santana
CEP 02012-021 São Paulo – SP

Horário de Visitação:

Segunda à sexta-feira, das 9h às 22h (com entrada até as 21h)
Sábados e domingos, das 10h às 22h (com entrada até as 21h)
Dia 4 de Setembro, das 10h às 21h (com entrada até às 19h)

 Fonte: Site Oficial 

I Congresso Internacional Os territórios discursivos na América Latina

Interculturalidade

O Congresso Internacional Os territórios discursivos na América Latina acontece em Quito, Equador, do 12 ao 14 de setembro. Promovido pelo Centro Internacional de Estudos Superiores de Comunicação para a América Latina (CIESPAL) e pela Sociedade Latino-Americana de Estudos Interculturais (SoLEI) em parceria com a Universidade de la Frontera (UFRO),o evento tem o objetivo de oferecer um espaço de reflexão para questões do âmbito daspráticas comunicativas, do discurso e das produções de texto que se geraram e que são geradas na América Latina e Indo americana identificando suas problemáticas e identidade.

Os diferentes pontos de vista e processos comunicativos envolvidos na realização deste continente, e seu registro através de suas múltiplas discursividades, permitem-nos abordar em primeira mão os acontecimentos sócio-culturais e históricas complexas dos vários povos que compõem este território. E identificar ainda suas áreas de contato cultural que se tornaram uma nova forma dinâmica de reconhecer e respeitar suas fronteiras permeáveis. Continue lendo

III Encontro Internacional Fronteiras e Identidades, na UFPel

Acontece entre os dias 5 e 7 de outubro, na UFPel, Universidade Federal de Pelotas, o III Encontro Internacional Fronteiras e Identidades. Evento produzido pelo Programa de Pós graduação em História, do Instituo de Ciências Humanas da UFPel.

Programação, nomes confirmados e datas importantes visite o site: http://fronteiraseidentid.wix.com/iiieifi

 

iden

 

Fonte: Site do Evento

Colóquio de Estudos Japoneses na UFSC debaterá imigrações, intercâmbios e identidades

japoneses
“Imigrações, intercâmbios e identidades” é o tema do 1° Colóquio Nejap de Estudos Japoneses,  que ocorre nos dias 20 e 21 de junho. No primeiro dia será abordada a imigração japonesa no Brasil e em Santa Catarina, com a participação do professor André Martinello, do Departamento de Geociências. O segundo dia será voltado para temas gerais dentro dos estudos japoneses. O evento ocorre das 13h30 às 17h, no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), e fornece certificado de participação de 7 horas.
A programação está disponível no site do Núcleo de Estudos Japoneses (Nejap) e na página do evento no Facebook.

 

10º Simpósio Linguagens e Identidades da/na Amazônia Sul-Ocidental

amazoniaEstão abertas as inscrições em grupos de trabalho e em sessões de comunicações livres do 10º Simpósio Linguagens e Identidades da/na Amazônia Sul-Ocidental. As inscrições são realizadas mediante a submissão de resumo de comunicação oral, atentando para as normas de submissão disponíveis no site do evento. O prazo é de 06 de maio a 08 de julho.

 A inscrição é gratuita. Poderão se inscrever professores, pesquisadores, alunos de graduação, artistas, ativistas de movimentos sociais e pesquisadores em geral. Continue lendo

Jornadas Andinas de Literatura Latinoamericana, 8 al 12 de agosto, La Paz, Bolivia

jallaDurante todo el siglo XX la literatura latinoamericana fue construyendo nuestra residencia en la tierra. Recorriendo la distancia desde la colonia hasta la nación, peregrinando por laberintos de soledad, nuestra literatura nos imaginó. Hemos conversado en las catedrales, hemos escrito a los coroneles, hemos creído en las utopías arcaicas, nunca hemos pedido que aparten de nosotros este cáliz, siempre hemos vivido intensamente esta crónica de una vida anunciada. Pero carecíamos de algo fundamental. A pesar de que el poder de nuestra palabra producía inquisiciones y poemas humanos, el viaje a la ficción era un viaje que transcurría en cien años de soledades creadoras. Necesitábamos pensarnos en comunidad para dar gracias por el fuego.

Continue lendo

IPOL Pesquisa

Receba o Boletim

Facebook

Visite nossos blogs

Clique na imagem

Clique na imagem

Clique na imagem

Visitantes

Arquivo