Eventos Externos

IX Colóquio Internacional “As Amazônias, as Áfricas e as Áfricas na Pan-Amazônia

As Amazônias e as Áfricas ensejam uma visão panorâmica de mundos marcados por uma grande heterogeneidade étnica, linguística e cultural. O desafio de transitar pelas temáticas que envolvem essas macro-regiões vem sendo assumido em diferentes edições do Colóquio Internacional que ora apresentamos. O evento tem se constituído em um fórum de discussões para inquietações acadêmicas, para o desafio de lidar com os conteúdos de Amazônia e África em sala de aula, mas também para os embates cotidianos sobre a questão do uso e posse da terra nessas regiões, bem como para a luta contra todo tipo de preconceito e pelo reconhecimento da diferença como elemento chave para a construção dos direitos à coisa pública e ao espaço público em condições dignas de cidadania.

Ao longo de quase uma década, o evento tem buscado não apenas o fortalecimento dos grupos de pesquisa existentes e o surgimento de redes interinstitucionais de pesquisas sobre as Áfricas e as Amazônias, mas também a ampliação dos debates e ações sobre a aplicação dos dispositivos constantes das leis 10.639, de 9 de janeiro de 2003 e 11.645, de 10 de março de 2008, que tornam obrigatório o ensino de Arte e História da África, dos afrodescendentes e dos povos indígenas nos diferentes níveis de ensino. Continue lendo

I Simpósio Alma Linguae: Diversidade e Contatos Linguísticos worldwide

O I Simpósio Alma Linguae é um evento promovido pelo Centro de Estudos Europeus e Alemães (CDEA) em conjunto com o Programa de Pós-Graduação em Letras / UFRGS a ele vinculado. Conta, além disso, com a participação efetiva de alunos e professores da área de Licenciatura e Bacharelado em Letras Alemão, da UFRGS, tendo em vista o foco central das parcerias entre Brasil e Alemanha, no âmbito da Germanística e da Romanística.

O evento está concebido como uma reunião de formação e pesquisa em temas ligados a situações de plurilinguismo e de contato linguístico, em âmbito internacional. Para tanto, foram selecionadas 23 palestras de 30-45min, em que se buscou contemplar diferentes línguas e contextos de pesquisa da área. Seja como palestrante, seja como ouvinte, sinta-se abrigado neste grande debate em torno da dinâmica que move a “diversidade e os contatos linguísticos weltweit”.

Conheça a PROGRAMAÇÃO

Parceria: PPG-Letras / UFRGS e Centro de Estudos Europeus e Alemães – CDEA UFRGS PUCRS
Cluster do CDEA com o qual contribui o evento: Diversidade Cultural
Linha de Pesquisa do PPG-Letras / UFRGS: Sociolinguística
Grupo de Pesquisa / Diretório do CNPq: Alma Linguae: Variação e Contatos de Línguas Minoritárias
Instituto de Letras / UFRGS: Setor de Língua e Literatura Alemã

Fonte: Alma Linguae

I Seminário de Línguas Indígenas do Sul da Mata Atlântica

Nos dias 13 e 14 de novembro acontecerá na UFSC o I Seminário de Línguas Indígenas do Sul da Mata Atlântica: Guarani, Kaigang e Xokleng, evento promovido pelo curso de Licenciatura Intercultural Indígena do Sul da Mata Atlântica (UFSC) e pelo Programa de Pós-graduação em Linguística (UFSC). O objetivo do Seminário é promover diálogos/debates/falas a respeito das políticas que envolvem as línguas indígenas nos cursos de Licenciatura Intercultural Indígena bem como na esfera acadêmica de uma forma geral.
Teremos conferências, mesas-redondas e grupos de trabalho com a participação de professores e estudantes indígenas das três etnias.

Venha participar e aprender com todas elas e eles!

Fonte: EventBU

Palestra “A Língua Portuguesa, Identidades e Diferenças: um olhar a partir de Moçambique

“De acordo com dados do Ethnologue, maior catálogo de línguas do mundo, a língua portuguesa é falada como língua materna por aproximadamente 250 milhões de pessoas. Soma-se a esse número um número de aprendizes da língua como segunda língua ou língua estrangeira. A língua portuguesa que, em priscas eras, era a língua de Camões e de uma comunidade linguística presente nos domínios do Velho Mundo, é hoje a língua de muitos outros poetas e povos que, devido a variadas situações de contato por meio de empreitadas colonizadoras dos Portugueses e de uma herança histórica, apropriaram-se dela, transformaram-na e imprimiram à língua as novas cores e matizes de suas línguas-culturas.

Apesar do caráter dinâmico da língua portuguesa, viva e em constante estado de mudança, resguarda-se certa unidade mantida pelos gestores dessa língua tão pluricêntrica. Falamos português no Brasil, fala-se em Portugal, em Cabo-Verde, Angola, Moçambique, Guiné Bissau, São Tomé e Príncipe e Timor Leste, compondo a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – CPLP, em diversos territórios asiáticos, tais como Macau (atualmente sob soberania da China), Diu, Damão e Goa (atualmente sob soberania da Índia), e em outras regiões do mundo com os quais compartilhamos essa ‘unidade’ da língua, ao mesmo tempo em que construímos tantas identidades e demarcamos as diferenças.

Essa palestra, voltada ao público acadêmico e demais interessados, tematiza as políticas linguísticas em torno da língua portuguesa com enfoque em Moçambique, visando a prover conhecimento ao público participante em torno do tema proposto, bem como estabelecer relações entre essa língua-cultura e as língua (s)-cultura(s) do português no Brasil.”

Fonte: http://palestra-unioeste.webnode.com/saiba-mais-sobre-a-palestra/

 

 

XXI Incontro  Nassional  dei Difusori del Talian

ASSOCIASSION DEI DIFUSORI DEL TALIAN

XXI Incontro  Nassional  dei Difusori del Talian

Giorni 10, 11 e 12, novembre 2017

Sananduva – RS

P R O G R A M A S S I O N

GIORNO 10 – VENDREDI

  • Acogliensa a quei che riva
  • Filó Talian – Participassion dele  Comunità (colônia)  –  Sede Sossiale dela  AABB

Continue lendo

Simpósio Povos Indígenas Falantes de Línguas Guarani: HISTÓRIA E ETNOGRAFIA CONTEMPORÂNEAS

O Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS), do Museu Nacional/UFRJ, convida para o Simpósio Povos Indígenas Falantes de línguas Guarani: História e Etnografia Contemporâneas, que acontecerá no dia 08 de novembro de 2017, das 9h às 17h, na Sala Roberto Cardoso de Oliveira, no Museu Nacional.

O Simpósio, organizado pelo Laboratório de Pesquisas em Etnicidade, Cultura e Desenvolvimento do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social do Museu Nacional (LACED/PPGAS/MN/UFRJ), pelo Programa de Pós-graduação em História da Universidade Federal da Grande Dourados (PPGH-UFGD) e pelo Centro de Investigaciones Historicas y Antropológicas (CIHA, Bolívia), tem como objetivo central refletir acerca da história e da etnografia contemporâneas dos povos indígenas falantes de línguas Guarani na Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai, recolocando, por um lado, a questão da diversidade étnica entre esses povos e, por outro, a construção pela antropologia moderna do Guarani como uma supra categoria étnica homogeneizante.

Continue lendo

IPOL Pesquisa

Receba o Boletim

Facebook

Visite nossos blogs

Clique na imagem

Clique na imagem

Clique na imagem

Visitantes

Arquivo