Eventos Externos

Conclusão das ações em São João Do Oeste pela equipe do Inventário do Hunsrückisch (hunriqueano) como Língua Brasileira de Imigração (IHLBrI)

Equipe IHLBrI sendo recebida pelo Prefeito de São João do Oeste.

A Equipe do Inventário do Hunsrückisch (hunriqueano) como Língua Brasileira de Imigração (IHLBrI), composta pelos pesquisadores do IPOL, Chari Gonzales, Lívia Gomes, Mariela Silveira, Rodrigo Schelenker e Tamissa Godói, e da UFRGS, Ana Carolina Winckelmann, concluiu suas atividades na Cidade de São João do Oeste, após ter ótimas experiências e atuação excelente para a composição do Inventário do Hunsrückisch (hunriqueano) como Língua Brasileira de Imigração (IHLBrI).

Tudo só foi possível com a recepção calorosa da cidade, a qual, mesmo durante sua tradicional e importante Semana Alemã, nos recebeu com muita abertura e disponibilidade.

Continue lendo

CONGRESO DE PEDAGOGÍA: II BINACIONAL Y I INTERNACIONAL 2017

Fonte: UDES

CONGRESO DE PEDAGOGÍA: II BINACIONAL Y  I INTERNACIONAL 2017: Retos y Desafíos de la Educación ante los cambios Sociales y Ambientales

ISSN: 2390-0199 (En línea)

La Universidad de Santander UDES, Campus Cúcuta, a través del Dpto de Educacion, la Facultad de Ciencias de la educación, el Departamento de Humanidades, Grupo de Investigación CIEMPIES y la Red BARÍ, de Educación para la Adaptación al Cambio Climático, Organiza el CONGRESO DE PEDAGOGÍA: II BINACIONAL Y I INTERNACIONAL: Retos y Desafíos de la Educación ante los cambios Sociales y Ambientales, con el propósito de reflexionar sobre el quehacer pedagógico en el contexto colombo-venezolano, y global, y su influencia en  los ámbitos social, político, económico y cultural, que permita crear alianzas interinstitucionales de cooperación entre los diferentes  colectivos académicos einstituciones a  nivel regional, nacional e internacional, interesados en el continuo fortalecimiento de los procesos pedagógicos de los diferentes niveles y modalidades de los sistemas educativos,  encaminados a mejorarlos con el objetivo central  de preparar a las nuevas generaciones para afrontar los preocupantes retos que nos imponen los drásticos cambios sociales y ambientales, con especial énfasis, en nuestros espacios colombianos y latinoamericanos.

Continue lendo

Fica 2017 terá Tenda Multiétnica para discussão e reflexão sobre os povos do Cerrado

Com uma programação especial, o Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica 2017) traz reuniões de povos indígenas, quilombolas, camponeses e representantes de conselhos, instituições e movimentos sociais. O festival terá uma Tenda Multiétnica, que será realizada na próxima terça-feira (20), às 21h. Todas as atividades serão gratuitas e não exigem inscrição antecipada.

Irão participar da tenda, povos do cerrado, que integra a programação oficial do festival com rodas de conversa, minicurso, oficinas e atividades culturais em um espaço instalado na Praça Brasil Caiado, no Lago do Chafariz. A tenta também contará com a presença da secretária estadual de Educação, Cultura e Esporte, Raquel Teixeira, no dia da abertura oficial, e o reitor da Universidade Estadual de Goiás, Haroldo Reimer.

Continue lendo

Filme ‘Larfiagem’, sobre língua criada em SC, será exibido no FAM, em Florianópolis

Sessão gratuita será no dia 20, na UFSC. Curta é dirigido por catarinense e resgata história de idioma inventado por meninos de Herval d’Oeste.

Larfiagem foi criada nos anos 1950 em Herval d’Oeste (Foto: Divulgação)

O curta “Larfiagem”, que conta a história da língua criada por meninos da cidade catarinense de Herval d’Oeste nos anos 1950, será exibido em Florianópolis na próxima terça-feira (20), dentro da programação do 21º Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM).

Continue lendo

Resgate de idiomas nativos será uma das propostas da Bienal do Mercosul em 2018

Instalação com gravações de línguas indígenas será uma das obras que integrará a próxima edição da Exposição

O curador Alfons Hug visita Porto Alegre regularmente para acompanhar os preparativos da da Bienal | Foto: Ricardo Giusti

O curador Alfons Hug visita Porto Alegre regularmente para acompanhar os preparativos da da Bienal | Foto: Ricardo Giusti

A Bienal de Artes Visuais do Mercosul está sendo preparada para o ano que vem. O curador-geral desta 11ª Bienal, o alemão Alfons Hug, em recente visita a Porto Alegre para dar andamento aos trabalhos, revelou que o projeto está bastante adiantado. “Queremos celebrar a diversidade linguística e cultural com o tema ‘O Triângulo do Atlântico’”, apontou Hug.

A lista completa dos artistas integrantes será divulgada mais adiante, mas Hug disse que deve ter aproximadamente 60 nomes. Ele falou, contudo, de algumas propostas. Uma delas está definida. Será uma montagem que irá valorizar línguas nativas, algumas em vias de extinção. Esta será uma obra sonora chamada “Vozes indígenas”. O local também foi escolhido. Pela primeira vez, a Igreja Nossa Senhora das Dores (Rua dos Andradas, 387), no Centro Histórico, vai receber parte da exposição. A escadaria do lugar já foi palco de um concerto que marcou o início da preparação desta edição. O curador explica que o templo foi escolhido pelo seu caráter histórico.

O trabalho sonoro será coletivo. Para esta obra sonora, caixas de som serão colocadas umas em frente às outras, com espaço para o público caminhar entre elas, sugerindo um diálogo. De um lado línguas ameríndias e, de outro, africanas. “O artista terá total liberdade sobre o texto, que pode ser dele ou de alguém que ele entrevistou, e deve ter cerca de 2 a 3 minutos”, explicou Hug. “Valorizar o som aqui me pareceu apropriado, pois não há motivo para competir com o visual”, comentou Hug, fazendo alusão à arquitetura do prédio em restauração.

Continue lendo

As Linhas e as Letras: Epistolografia e Memória da cultura escrita, Universidade do Porto

linhasNum momento em que a escrita de cartas experimenta um processo de acelerada transformação, o CITCEM decidiu tomar a iniciativa de organizar um amplo Colóquio – o V Encontro CITCEM – intitulado «As Linhas e as Letras: Epistolografia e Memória da cultura escrita», que decorrerá de 24 a 26 de novembro na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e que se propõe examinar as «culturas epistolares» da antiguidade até aos dias de hoje, procurando uma reflexão inclusiva nos domínios da Literatura, da História, da História de Arte ou da Sociologia, tendo em conta os «discursos», as práticas e as representações dessa cultura escrita, que apresenta contornos que passam, também, pela expressão literária. Continue lendo

Receba o Boletim

Facebook

Visite nossos blogs

Clique na imagem

Clique na imagem

Clique na imagem

Visitantes

Arquivo