Currículo Institucional

CURRÍCULO INSTITUCIONAL DO IPOL

O IPOL – Instituto de Investigação e Desenvolvimento em Política Linguística, fundado em 1999, apresenta uma ampla relação de inciativas e participações no desenvolvimento de projetos de apoio e promoção da diversidade linguística no Brasil, bem como nos âmbitos do Mercosul e da Lusofonia, como pode ser conferido no Currículo Institucional a seguir.

SUMÁRIO

1. Projetos
2. Assessoria Pedagógica
3. Especializações
4. Cursos
4.1. Indígenas
4.2. Português – Língua Estrangeira
5. Minicursos
6. Censos e Diagnósticos
7. Cooficialização de Línguas
8. Formação Continuada
8.1. Educação de Jovens e Adultos
8.2. Ensino Fundamental
8.2.1. Oficinas: Educação Infantil e Ensino Fundamental
8.3. Educação Indígena
9. Organização de Eventos
9.1. Seminários
10. Conselhos e Comissões
11. Participações
12. Parecer Técnico
13. Consultorias
14. Publicações



1. PROJETOS

Projeto Receitas da Memória, os sabores da imigração em Documentário.
2013 [Em andamento]
Execução: IPOL
Promoção: IPHAN, Ministério da Cultura

O projeto prevê a realização de um documentário que abordará o caminho de sabores e memórias da imigração no Estado de Santa Catarina, apresentando ao público brasileiro a história de imigrantes e suas referências identitárias.

Projeto Receitas da Memória
2013 [Em andamento]
Execução: IPOL
Promoção: IPHAN, Ministério da Cultura

Está previsto como principal produto deste projeto uma publicação de livro que contará a história do estabelecimento das famílias de imigrantes na região do Médio Vale do Itajaí. Essa história será contada, principalmente, através das receitas culinárias consideradas fundamentais no estabelecimento dos imigrantes na região. O livro será plurilíngue, ou seja, estará nas línguas de imigração e em português.

Projeto Receitas da Imigração – Língua e Memória na Preservação da Arte Culinária.
2012 [Em andamento]
Execução: IPOL
Promoção: IPHAN, Ministério da Cultura

O projeto focaliza  o  cenário  plurilíngue  e multicultural do Núcleo Metropolitano da Região do Vale do Itajaí, pretendendo compor histórias das imigrações tais como poderão ser contadas nas línguas das comunidades linguísticas da região através da tradição culinária em uma publicação plurilíngue português / línguas de imigração.

Projeto-Piloto Inventário da Língua Guarani Mbyá (ILG)
no âmbito do Inventário Nacional da Diversidade Linguística do Brasil, de 2009 a 2010.
Coordenadoras: Rosângela Morello e Ana Paula Seiffert
Execução: IPOL
Promoção: IPHAN; Ministério da Cultura; Ministério da Justiça – Secretaria de Direito Econômico; Conselho Federal Gestor do Fundo de Defesa de Direitos Difusos

O ILG visa inventariar, a partir da proposta para o Inventário Nacional da Diversidade Linguística (INDL), aprovada pelo IPHAN/MINC, a língua indígena Guarani-Mbya, falada em seis estados brasileiros: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Projeto Escola Intercultural Bilíngue de Fronteira (PEIBF)
Coordenador: Gilvan Müller de Oliveira
Execução: IPOL
Promoção: Ministério da Educação – Brasil; Ministerio de Educación de la Nación Argentina; Ministerio de Educación y Cultura – Uruguai; Ministerio Del Poder Polular para la Educación – Venezuela; Ministerio de Educación y Cultura – Paraguai

Criado em 2005 por uma ação bilateral Brasil-Argentina, o projeto fechou 2008 com 14 escolas dos dois países, em 2009 expande para 26 escolas, em cinco países: Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai, Venezuela.

Projeto Escolas Bilíngues
Coordenador: Gilvan Müller de Oliveira
Execução: IPOL
Promoção: Secretaria Municipal de Educação de Blumenau/SC

Bilinguismo português-alemão e português-polonês para as Escolas Isoladas Multisseriadas de Blumenau abaixo relacionadas, no período de 13 mai 2003 a 14 jul 2004.
- Escola Euclides de Castro – Bairro Jordão;
- Escola Orestes Guimarães – Bairro Velha Grande;
- Escola Carlos Manske, Escola Erich Klabunde, Escola Frederico Sievert, Escola Ella Schwanke Eichstädt e Escola Willy Müller – Vila Itoupava;
- Escola Dr. Blumenau e Escola Alves Ramos – Itoupava Central;
- Escola Alwino Dorow – Fortaleza;
- Escola Margarida Freygang – Bairro Nova Rússia

Projeto Plures
Coordenador: Gilvan Müller de Oliveira
Execução: IPOL
Promoção: Secretaria Municipal de Educação de Blumenau/SC

Implantado em seis escolas municipais, para o ensino de português, alemão e inglês, com planejamento conjunto, a partir do segundo ciclo / 3a série e formação docente para os professores envolvidos 13 mar a 14 jul 2004 .

Projeto Realia
Coordenador: Gilvan Müller de Oliveira
Execução: IPOL
Promoção: Secretaria Municipal de Educação de Blumenau/SC

Formação de professores de Língua Alemã na rede municipal de Blumenau 13 mar a 14 jul 2004 [doc]



2. ASSESSORIA PEDAGÓGICA

  • Assessoria pedagógica às escolas participantes no Projeto Escola Intercultural Bilíngue de Fronteira (PEIBF)
  • Planejamento do Ensino de Língua alemã na rede municipal de Blumenau e formação dos professores de Língua Alemã, no período de 23 ago a 27 nov 2002


3. ESPECIALIZAÇÕES

  • Assessoria para elaboração de Projeto de Curso de Formação em Educação Bilíngue. Foz do Iguaçu/PR, 2007
  • Assessoria para elaboração de Projeto de Curso de Pós-Graduação em Educação Bilíngue. Dionísio Cerqueira/SC, em 2006
  • Especialização em Educação Bilíngue – Módulo: Espanhol I – Dionísio Cerqueira/SC, em parceria com a UNOESC. 2006


4. CURSOS


4.1. Indígenas

  • Curso de Formação de Técnico da Equipe Central em Educação Indígena – SEDUC. 16 a 20 jun 2008. Manaus/AM
  • Formação Intercultural para educadores Indígenas. Minas Gerais. 2006
  • Curso na 1ª Etapa do Curso de Magistério Indígena II de São Gabriel da Cachoeira, jul e out 2005. São Gabriel da Cachoeira/AM
  • Curso na 1ª Etapa do Curso de Magistério Indígena I de São Gabriel da Cachoeira, jul e out 2005. São Gabriel da Cachoeira/AM
  • Curso de Magistério Indígena, Aldeia de São Joaquim na foz do rio Uaupés em Território Indígena, jan e jul 1999.


4.2. Português – Língua Estrangeira

  • Português Língua Estrangeira para Professores Colombianos. Programa Bilateral: “Treinamento de docentes de Espanhol e Português”, Assessoria Internacional do Ministério da Educação – Declaração Conjunta Brasil e Colômbia, Florianópolis, 17 nov a 01 dez 2008
  • Português Língua Estrangeira para Professores Argentinos. Programa Bilateral: “Treinamento de docentes de Espanhol e Português”, Assessoria Internacional do Ministério da Educação – Declaração Conjunta Brasil e Argentina, Florianópolis, 02 a 17 nov 2004


5. MINICURSOS

  • Curso Formação para professores Guajajara – Levantamento, avaliação, planejamento de aula e produção de material didático. 13 a 17 jul 2008
  • Curso de Formação Para Professores Guajajara – Santa Inês- MA – Sítio dos Padres – 2007
  • Curso de Formação para Professores Ka’apor e Tembé – Bases teóricas, práticas e políticas em vista da adoção do sistema de projeto de pesquisa nas escolas indígenas Ka’apor e Tembé. Santa Inês- MA – Sítio dos Padres – 06 a 10 nov 2006
  • Curso de Formação Para Professores Ka’apor e Tembé – O ensino via pesquisa: Uma nova metodologia para as escolas indígenas Ka’apor e Tembé. Santa Inês- MA – Sítio dos Padres – 30 ago a 03 set 2006
  • Repensando o processo de letramento e alfabetização para as escolas Indígenas
  • Ka’apor e Tembé. Curso direcionado a professores indígenas e não Índios. Santa Inês- MA – Sítio dos Padres – 19 a 23 jun 2006
  • A Formulação de uma Política Linguística para escola Ka’apor. Curso direcionado a professores indígenas e não Índios. Santa Inês- MA – Sítio dos padres – 13 a 16 mar 2006
  • Curso de Capacitação para Professores Indígenas: Etno-Matemática e Ensino Via Pesquisa- Professores Guajajaras Gavião/ Ka’ápor, de 06 a 10 set 2004 – Santa Inês- MA – Sítio dos Padres
  • 3ª Sessão de estudos: “Ensino de L2 e revitalização lingüística” para professores Guajajaras Gavião/ Ka’ápor, 20 a 22 de novembro de 2003 (aulas presenciais) Associação Carlo Ubbiali/GDH, São Luís – Brisamar Hotel – 2003
  • 2ª Sessão de estudos: “Educação indígena: análise dos dados do levantamento sociolingüístico preliminar da T.I. Pindaré”, 18 a 20 de setembro de 2003 – aulas presenciais, Associação Carlo Ubbiali/GDH- São Luís – Brisamar Hotel – 2003
  • Curso de Capacitação para Professores Guajajaras Gavião / Ka’ápor, Parede – UFMA e CIMI, de 14 a 26 jul 2003, Associação Carlo Ubbiali/GDH, São Luis – Hotel Araçagy
  • 1ª Sessão de Estudo: “Educação Indígena no Maranhão: Possibilidades e Limites na Implementação da 5ª a 8ª Série”, 10 a 12 de julho de 2003 (aulas presenciais), Associação Carlo Ubbiali/GDH – São Luís – Brisamar Hotel – 2003


6. CENSOS E DIAGNÓSTICOS

  • Diagnóstico sociolinguístico no município de Antônio Carlos/SC, 2014.
  • Censo Linguístico no município de Antônio Carlos/SC, 2014.
  • Censo Linguístico da Língua Pomerana em Santa Maria de Jetibá/ES – 2ª etapa, 2012.
  • Diagnóstico Sociolinguístico: Ponta Porã/MS; Guajará-Mirim/RO; Epitaciolândia/AC, 2012. No âmbito Projeto Observatório da Educação na Fronteira (OBEDF/CAPES)
  • Diagnóstico Sociolinguístico: São Borja/RS, Itaqui/RS ; Foz do Iguaçu/PR; Dionísio Cerqueira/SC, 2010. No âmbito Projeto Escolas Interculturais Bilíngües de Fronteira (PEIBF)
  • Censo Linguístico da Língua Pomerana em Santa Maria de Jetibá/ES – 1ª etapa finalizada em 2009. Contrato 183/2008
  • Diagnóstico Sociolinguístico: Pacaraima/RR; Ponta Porã/MS; Jaguarão e Chuí/RS, 2008. No âmbito Projeto Escolas Bilíngues de Fronteira
  • Diagnóstico Sociolinguístico: Uruguaiana/RS; Foz do Iguaçu/PR; Dionísio Cerqueira/SC, 2006. No âmbito Projeto Escolas Bilíngües de Fronteira
  • Diagnóstico das Práticas Docentes na área de Línguas da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis – Desenvolvimento da Concepção e Elaboração de questionários Básicos, 2004
  • Capacitação para professores de línguas: Elaboração do Instrumento de Diagnóstico Sociolinguístico para a Rede Municipal de Ensino para Docentes na área de línguas da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis “Desenvolvimento da Concepção mais Elaboração de Questionários Básicos”, 2003 e 2004.


7. COOFICIALIZAÇÃO DE LÍNGUAS

  • Cooficialização da língua pomerana em Santa Maria de Jetibá/ES (Lei nº 1136 de 26 de jun 2009)
  • Cooficialização das línguas nheengatu, tukano e baniwa em São Gabriel da Cachoeira/AM (Lei n.145 de 11 dez 2002)


8. FORMAÇÃO CONTINUADA


8.1. Educação de Jovens e Adultos

  • Formação Continuada de Professores no Programa de Educação de Jovens e Adultos, Balneário Piçarras. 2011
  • Capacitação de professores no Programa de Educação de Jovens e Adultos da Divisão de Educação Continuada, Florianópolis (a partir do segundo semestre de 2000; 2003 e de 2005 a 2009)
  • Capacitação de Professores Alfabetizadores de Jovens e Adultos de 18/09 e 10/10/2003; Blumenau/SC


8.2. Ensino Fundamental

  • Formação continuada de professores do Ensino Fundamental de 5ª a 8ª séries, Balneário Piçarras. Jul 2004 a out 2004, e 2011
  • Concepção e Implantação do Projeto Línguas/Educação Lingüística, Florianópolis, 2003
  • Capacitação ao Ensino Fundamental, Florianópolis. 01 set 2003.
  • Curso: Oralidade e Escrita para professores do Ensino Fundamental, Blumenau/SC. 13 maio e 18 set 2003
  • Formação continuada no Programa de Aceleração da Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis (segundo semestre de 1999 e 2000)


8.2.1. Oficinas: Educação Infantil e Ensino Fundamental

  • Recreação e Educação Física para a Educação Infantil até a 8ª série. 2007 Penha/SC [S/ COMPROVANTE]
  • OFICINAS:
  • Alfabetização e letramento para a 1ª e 2ª série do ensino fundamental. 2007. Penha/SC [S/ COMPROVANTE]
  • Organização do tempo e do espaço, rotina – Educação Infantil. 2007. Penha/SC [S/ COMPROVANTE]
  • Ludicidade na Educação Infantil. 2005. Penha
  • Educação Física – Jogos e Recreação. 2005. Penha
  • Avaliação Formativa – 5ª a 8ª (regular). 2005. Penha
  • Contextualização nas Disciplinas nas séries iniciais, 2005. Penha
  • Gestão Escolar e Projeto Político Pedagógico. 2005. Penha


8.3. Educação Indígena

Oficina para Capacitação para Agentes Linguísticos nas Línguas Oficiais de São Gabriel da Cachoeira
Local: São Gabriel da Cachoeira/AM
Data: 22 a 28 jul 2007

Oficina Nheengatu de preparação de curso de línguas e orientação para os professores indígenas
Local: Rio Negro/AM
Data: 27 abr a 05 maio 2006

Oficina Werekena de preparação de curso de línguas e orientação para os professores indígenas
Local: Comunidade Rio Xié/AM
Data: 27 abr a 05 maio 2006

Oficina de Etnomatemática tukano
Local: Escola Yupuri/ São José II – Tiquié/AM
Data: set 2005

Oficina de Língua Nheengatu com o povo Kanamari, Kokama, Miranha, Kambeba, Tikuna, Maioruna
Local: Aldeia Marajaí, Município de Alvarães, AM
Data: 21 a 31 maio 2005

Oficina Língua e cultura
Resultante no texto aprovado do projeto ‘Oficina de Etno-História dos Povos da Várzea Amazônica com os povos Kambeba, Kanamari, Miranha, Mayoruna e Tikuna
Local: Aldeia Marajaí, Médio Solimões, AM
Data: 28 jun a 02 jul 2004

2ª Oficina de Etnomatemática e cestaria baniwa
Escola Pamaali/Rio Içana/AM
Data: 20 mar a 02 abr 2004

Oficina Pedagógica aos Professores da Escola Indígena Utapinopona – Tuyuka
Local: Rio Negro/AM
Data: ago 2003

4ª Oficina de Etnomatemática. Notação maia-tuyuka
Assessoria na elaboração do livro ‘Keore’ publicado pelo ISA/FOIRN. 2004
Local: São Pedro/AM
Data: 01 a 14 ago 2003

Oficina Tukano de Educação Indígena
Local: Comunidade São Paulo – Tiqué
Data: 21 a 23 jan 2003

Oficina Tukuya de Gestão de Conhecimento
Local: Aldeia São Pedro – Alto Tiqué
Data : 13 a 20 jan 2003

Oficina sobre Política Linguística
Local: Escola Indígena Itapirioparia-Tuyuka
Data: 13 a 20 jan 2003

Oficina etnomatemática baniwa e coripaco
Local: Escola Pamaali/Rio Içana/AM
Data: 17 a 30 nov 2002

Oficina de Alfabetização em tukano
Local: São José II. Tiquié/AM
Data: 06 a 13 nov 2002

3ª Oficina Linguístico-Pedagógica Tukano do Projeto de Educação FOIRN/ISA
Local: Rio Negro/AM
Data: 06 a 12 nov 2002

3ª Oficina de etnomatemática para professores e crianças
Local: São Pedro e Cachoeira Comprida/AM
Data: 10 a 30 abr 2002

Oficina matemática tukano
Local: São José II. Alto Tiquié/AM
Data: 27 a 29 abr 2002

2ª Oficina de etnomatemática
Local: São Pedro, Tiquié/AM
Data: set 2001

Oficina Tuyuka conjunta: língua e matemática
Local: São Pedro.
Data: 21 fev 2001 a 03 mar 2001

Oficina de Apoio à Língua e Escola Tuyuka
Local: São Pedro
Data: jan 2000



9. ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS

  • III Seminário Observatório Educação na Fronteira – 15 a 18 de mai 2013
  • I Encontro Inventário da Língua Guarani Mbyá – em 26 e 27 de jul 2011
  • I Fórum Internacional da Diversidade Lingüística – coorganizador. Porto Alegre. Jul 2007


9.1. Seminários

I Seminário de Gestão em Educação Linguística no Mercosul (GELF), Foz do Iguaçu/PR, 20 a 22 jul 2011
Objetivou oferecer formação na área de gestão em educação lingüística de fronteira para responsáveis pela educação dos países signatários do MERCOSUL.

II Seminário Escolas Intercultural Bilíngues de Fronteira 05 a 07 dez 2008. Porto Alegre/RS – coorganizador
Objetivou o intercâmbio das experiências por todos os professores e gestores no PEIBF e aprofundamento das discussões sobre aspectos pedagógicos e operacionais que envolviam o projeto.

I Seminário Escolas Intercultural Bilíngues de Fronteira. 31 jul e 01 ago 2006. Foz do Iguaçu/PR – coorganizador
Objetivou o intercâmbio das experiências por todos os professores e gestores no PEIBF e aprofundamento das discussões sobre aspectos pedagógicos e operacionais que envolviam o projeto.

I Seminário sobre a Criação do Livro de Registro das Línguas. Brasília. 07 a 09 mar 2006 – coorganizador
Buscou discutir uma política pública voltada para o reconhimento da pluralidade lingüística como direito de cidadania, assim como debater sobre a criação do Lívro de Registro das Línguas.

Seminário sobre políticas linguísticas, pedagógicas, gestão de conhecimento e tradução cultural. 23 a 26 abr 2006, São Gabriel da Cachoeira/AM – coorganizador.
Visou fornecer aos participantes informações e análises sobre experiências de gestão de línguas minoritárias em diferentes contextos nacionais, para constituir uma base de conhecimentos e reflexões reutilizáveis no processo de formulação de uma proposta de regulamentação da lei de cooficialização.

Seminário “A Educação Linguística na escola”, no âmbito da concepção de Política Linguística do município de Florianópolis, 27 e 28 nov 2003

Seminário Silenciamento Lingüístico: 65 anos de repressão à língua alemã no sul do Brasil.
Realizado pela Secretaria Municipal de Educação em parceria com a FURB – Fundação Universidade Regional de Blumenau – em 25 out 2002 para discutir o processo de nacionalização do ensino (1937-1945) e suas conseqüências para o bilingüismo português-alemão no Vale do Itajaí.



10. CONSELHOS E COMISSÕES

  • Conselho Municipal do Ensino da Língua Alemã de Blumenau / Prefeitura Municipal de Blumenau – Secretaria Municipal de Educação – Diretoria de Ensino Fundamental
    Entidade representante. Portaria n.11.233/Gabinete do Prefeito/04 abr 2007.
  • Grupo de Trabalho da Diversidade Linguística (GTDL)
    Portarias: 586/IPHAN/11 dez 2006 e 274/IPHAN/03 mar 2007.


11. PARTICIPAÇÕES

  • Encontro dos Povos Indígenas Fronteiriços, promovido pela Rede de Cooperação Intercultural e Multilíngue (RECIM) – de 12 a 15 de agosto de 2012
  • Reunião da Comissão Técnica do GTDL no IPHAN – 28 de junho de 2012


12. PARECER TÉCNICO

  • Elaboração da proposta para o CNE para o Projeto Escola Intercultural Bilíngue de Fronteira, 2005 / 2006 / 2007 / 2008 / 2009 / 2010


13. CONSULTORIAS

  • Elaboração de provas 0503 – habilitação: Anos Iniciais Ensino Fundamental – Língua Guarani0504 – habilitação: Anos iniciais do Ensino Fundamental – Língua Kaingáng   505 – habilitação: Anos Iniciais do Ensino Fundamental – Língua Portuguesa com Conhecimento em Língua Kaingáng 0506 – habilitação: Anos Finais e Ensino Médio – Língua Kaingáng, seleção de professores indígenas para o Ensino Fundamental e Médio. Rio Grande do Sul, 2013 – Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH).
  • Elaboração de provas de Língua Kaingang e Guarani, Conhecimentos Pedagógicos e Legislação em Língua Kaingang e Guarani para os Concursos nº 503, nº 504, nº 505 e nº 506, seleção de professores indígenas para o Ensino Fundamental e Médio. Rio Grande do Sul, 2012 – Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH).
  • Assessoria técnica ao MEC no âmbito do Projeto Escola Intercultural Bilíngue de Fronteira (PEIBF)
  • Consultoria à Secretaria Municipal de Educação e Cultura, do município. Atuou na formulação e sistematização da Proposta Pedagógica da EJA – Educação de Jovens e Adultos (Ensino Fundamental) e na construção do documento da Proposta Pedagógica da Educação de Jovens e Adultos para aprovação no Conselho Municipal de Educação. 2005 / 2006 / 2007 / 2008 Penha/SC.
  • Consultoria ao Ensino Fundamental da Secretaria Municipal de Educação e Cultura do município atuando no desenvolvimento da proposta pedagógica e na formação de professores. 2004 / 2005 / 2006 / 2007 / 2008 Gaspar/SC
  • Consultoria à Secretaria Municipal de Educação. 2006. Florianópolis/SC
  • Assessoria à Secretaria Municipal de Educação de Itajaí/SC na formação de uma proposta político-pedagógica. 2006
  • Elaboração de provas de Língua Kaingang e Guarani e de conhecimentos gerais e pedagógicos em Língua Kaingang e Guarani para os Concursos C.05, C.06 e C.08, seleção de professores indígenas para o Ensino Fundamental da 1ª a 8ª série. Rio Grande do Sul, 2005 – Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH)
  • Assessoria para a criação do Conselho Municipal da Língua Alemã, criado por Lei complementar 487, em 25 nov 2004 com o objetivo de gerir uma política do ensino bilíngüe português/alemão no Município.
  • Consultoria ao Programa de aceleração da divisão de Educação Continuada, Florianópolis, 76 horas, 30 set 2002 a 06 nov 2003
  • Elaboração de provas de Língua Kaingang e Guarani e de conhecimentos gerais e pedagógicos em Língua Kaingang e Guarani para selecionar professores indígenas para o Ensino Fundamental da 1ª à 4ª série, 2001.


14. PUBLICAÇÕES

  • Autoria do livro Diagnósticos Sociolinguísticos. 2013 (no prelo). Ed. Garapuvu.
  • Organização do livro Mapas Linguísticos. 2013 (no prelo). Ed. Garapuvu.
  • Organização do livro Beruriñay – “A Língua Desano nas Situações Cotidianas”. 2012. Lincom Europa.
  • Edição e publicação do livro Inventário da Língua Guarani Mbyá. 2011. Ed. Guarapuvu.
  • Coedição da tradução para o português do livro As Políticas Lingüísticas, de Louis-Jean Calvet. 2007. Ed. Parábola.
  • Organização do livro Declaração Universal dos Direitos Lingüísticos. Novas Perspectivas em Política Lingüística. 2007. Ed. Mercado das Letras.
  • Organização do livro Interesses, Pesquisa e Ensino. Uma Equação para a Educação Escolar no Brasil. A Experiência da Educação de Jovens e Adultos na Rede Municipal de Ensino de Florianópolis. 2004. Prefeitura Municipal de Florianópolis.

 

Atualizado em 05 de agosto de 2014.

Facebook

Visite site Oficial

1ºENMP (clique na imagem)

Receba o Boletim

Visite nossos blogs

Clique na imagem

Clique na imagem

Clique na imagem

Clique na imagem

Nossas publicações

Clique na imagem

Clique na imagem

Clique na imagem

Clique na imagem

Clique na imagem

Clique na imagem

Visitantes

Arquivo