Publicação do IPHAN aborda Diversidade Linguística no espaço Ibero-Americano

Anais5O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) acaba de lançar os Anais do Seminário Ibero-Americano da Diversidade Linguística, evento ocorrido no ano de 2014, em Foz do Iguaçu, Paraná. Disponibilizado em meio digital para acesso livre, a publicação apresenta contribuições de pesquisadores, gestores públicos e de representantes das comunidades linguísticas, estando subdividida em três eixos principais.

O eixo Direitos Linguísticos e Línguas Minoritárias, que aborda questões práticas e conceituais relativas à compreensão de que falar uma língua, mesmo que minorizada, é um direito humano, bem como à possibilidade de utilização de línguas maternas, na educação e demais instâncias do Estado, nos meios de comunicação e nos espaços de fronteiras internacionais. Outro aspecto debatido é a percepção da diversidade linguística no campo das políticas de preservação do patrimônio cultural.

O eixo Produção e Gestão do Conhecimento sobre a Diversidade Linguística explora o estado da arte das pesquisas, levantamentos sociolinguísticos, gestão de acervos, demografia linguística, documentação audiovisual e banco de dados que visem à preservação, valorização e promoção de línguas minoritárias, incluindo-se a experiência desenvolvida em países como México, Peru e Colômbia.

Já o eixo sobre as Línguas Portuguesa e Espanhola contempla as perspectivas contemporâneas sobre a produção de conhecimentos e de políticas linguísticas a partir dessas línguas latinas, tendo em vista as suas variedades internas e expansão como línguas internacionais. São questões centrais discutidas sobre esta temática o ensino de Português e do Espanhol como línguas estrangeiras e as interações destas com as línguas minoritárias.

Seminário 
Organizado pelo Departamento do Patrimônio Imaterial do Iphan e pela Diretoria de Relações Internacionais do Ministério da Cultura, o Seminário teve a parceria e apoio da Universidade de Integração Latino-Americana (Unila), da Itaipu Binacional e da Secretaria Geral Ibero-americana (Segib).

O evento viabilizou o debate sobre políticas públicas para a salvaguarda da diversidade linguística e teve como objetivo possibilitar a reflexão e troca de experiências sobre iniciativas desenvolvidas no espaço Ibero-Americano.

Fonte: Portal IPHAN

IPOL Pesquisa
Receba o Boletim
Facebook
Visite nossos blogs
Clique na imagem
Clique na imagem
Clique na imagem
Visitantes
Arquivo