Jornadas Patrimoniais Santa Catarina: ciclo de debates tem início em abril

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) dará início ao projeto Jornadas Patrimoniais Santa Catarina, ciclo de debates que se propõem a abordar o Patrimônio Cultural, em diversas vertentes: Educação Patrimonial, em abril; Patrimônio Material, em agosto; Patrimônio Imaterial, em setembro; e Arqueologia, em novembro. O evento vai contar com as Bancas do Patrimônio, onde podem ser adquiridas as publicações do Iphan.

O primeiro encontro será em 13 de abril, no Museu Histórico de Santa Catarina, com a Mesa Redonda Conexões culturais: História, Geografia e Patrimônio Cultural. Participam a coordenadora de Educação Patrimonial do Iphan, Sônia Florêncio; as coordenadoras do projeto do Ponto de Cultura Engenhos de Farinha, Gabriella Pieroni e Manuela Braganholo; a coordenadora do Grupo de Pesquisa de Geografia do Turismo da Faculdade de Geografia da UFPA, Maria Goretti Tavares, e a coordenadora do Laboratório de Patrimônio da UDESC, Janice Gonçalves.

O debate terá como eixo norteador a educação patrimonial, como fomento à participação social e vetor de valorização de referências culturais locais. As palestrantes, a partir de experiências apresentadas, têm o propósito de a ampliar os olhares em torno da educação patrimonial, em rede. Desenvolver a educação patrimonial tanto como prática, como campo de pesquisa, extensão e vivência diária, integrando o estado, a sociedade civil organizada, a academia, o cidadão, e outros agentes.

O evento é gratuito e os participantes receberão certificados com carga horária de quatro horas. Faça sua inscrição aqui.

PALESTRAS

Sônia Florêncio irá compartilhar informações sobre ações de Educação Patrimonial do Iphan nos diversos estados do Brasil. Ela irá, também, compartilhar a Portaria nº 137/16, que trata sobre um conjunto de marcos referenciais para a área enquanto prática transversal aos processos de preservação e valorização do Patrimônio Cultural.

Gabriella Pieroni e Manuela Braganholo irão tratar sobre a Rede Catarinense de Engenhos de Farinha, articulada por meio de um Ponto de Cultura, em apoio a uma rede de agricultores familiares que preservam seus engenhos através da agroecologia, agroturismo e vivências culturais. Elas também irão compartilhar informações sobre os caminhos percorridos em relação à captação de recursos e sobre um dos projetos realizado pela Rede atualmente, a partir do inventário participativo.

Maria Goretti Tavares irá apresentar o Projeto Roteiros Geoturísticos, de Belém (PA). A iniciativa venceu o Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, em 2016, na categoria “Iniciativas de excelência em promoção e gestão compartilhada do Patrimônio”. São roteiros a pé, como objetivo o despertar do pertencimento dos moradores de Belém para o seu Patrimônio Cultural.

Janice Gonçalves discorrerá sobre os Projetos Patrimônio Passo-a-passo e Rede Specula, ambos de Florianópolis (SC). O Patrimônio Passo-a-passo foi um projeto de extensão composto por roteiros a pé no centro histórico da capital catarinense. A Rede Specula é um portal do Patrimônio Cultural de Santa Catarina, que disponibiliza informações sobre os bens culturais protegidos por tombamento ou registro, bem como sobre acervos custodiados por museus, arquivos e centros de documentação existentes no estado.

Jornadas Patrimoniais Santa Catarina | 2018

Mesa Redonda “Conexões culturais: História, Geografia e Patrimônio Cultural”

13/04/2018     |     14h às 18h     |     Museu Histórico de Santa Catarina

 

PROGRAMAÇÃO

14h00 – Patrimônio Cultural, Cidadania e Educação Patrimonial. 

Msc. Sônia Florêncio (Coordenadora Nacional de Educação Patrimonial/IPHAN)

14h40 – Rede Catarinense de Engenhos de Farinha: memória, território e participação social. 

Gabriella Pieroni e Msc. Manuela Braganholo (Coordenadoras PDC Engenhos de Farinha/Cepagro)

15h20 – Intervalo

15h40 – A cidade como território educativo e o caminhar como instrumento para o despertar do olhar do morador para o patrimônio cultural ao seu redor.

Profa. Dra. Maria Goretti Tavares (Coordenadora GGEOTUR/UFPA)

16h20 – Patrimônio cultural e História: experiências e projetos envolvendo interatividade presencial e virtual.

Profa. Dra. Janice Gonçalves (Coordenadora Laboratório de Patrimônio – LABPAC/UDESC)

17h – Debate

18h – Encerramento

Participação gratuita, mediante inscrição  |   Vagas limitadas    |    Certificado 4h

Museu Histórico de Santa Catarina
Palácio Cruz e Sousa, Praça XV de Novembro, 227, Centro, Florianópolis/SC

Fonte: IPHAN

Deixe uma resposta

IPOL Pesquisa
Receba o Boletim
Facebook
Revista Platô

Visite nossos blogs
Clique na imagem
Clique na imagem
Visitantes
Arquivo