Inicia nesta quarta o 1º Encontro Nacional de Municípios Plurilíngues (1ºENMP)

cartaz_30julInicia nesta quarta o 1º Encontro Nacional de Municípios Plurilíngues (1ºENMP)

Inicia nesta quarta, 23 de setembro, e vai até sexta, 25, o 1º Encontro Nacional de Municípios Plurilíngues (1ºENMP), que será realizado no Centro de Comunicação e Expressão (CCE – térreo do Bloco B) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis-SC.

Acesse a programação completa do 1ºENMP.

O 1ºENMP contará com mesas redondas, mesas temáticas, sessões coordenadas com a apresentação de comunicações orais, lançamento de livros, além da oferta de um minicurso para formação de gestores, docentes e pesquisadores de políticas linguísticas voltadas a contextos bi, multi ou plurilíngues e uma oficina tematizando o registro e a documentação de línguas, culminando com uma plenária para elaboração e assinatura da Carta dos Municípios Plurilíngues. Serão emitidos certificados para as participações no evento, assim como no minicurso e na oficina.

Participam do encontro gestores indicados por municípios bi, multi e plurilíngues e entidades de apoio, bem como pesquisadores e professores do multilinguismo brasileiro e dos países do Mercosul e demais blocos, além de estudantes de áreas afins, como pode ser conferido na programação (clique aqui para acessá-la).

As inscrições para o 1ºENMP continuam abertas para ouvintes. Saiba como se inscrever aqui.

O 1º Encontro Nacional de Municípios Plurilíngues (1ºENMP) é uma realização do Instituto de Investigação e Desenvolvimento em Política Linguística (IPOL) em parceria com o Observatório de Políticas Linguísticas (GP CNPq/UFSC), o Macroprojeto ALMA-H (UFRGS), o Projeto Entrelínguas (UFSM) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e com apoio do Programa de Valorização das Línguas e Culturas Macuxi e Wapichana, do Fórum Permanente das Línguas Brasileiras de Imigração (Forlibi) e da Prefeitura Municipal de Antônio Carlos-SC.

Tem como objetivos apoiar e propiciar formação aos governos e instituições para atuarem de modo inovador e promissor na gestão das línguas e dos recursos que elas oferecem para qualificar a educação e as culturas; bem como abordar a gestão das línguas em nível municipal nesse quadro de cooficialização, considerando os aspectos para a regulamentação e implementação das leis e suas interfaces com educação, cultura, tecnologias e outras políticas que podem fomentar o desenvolvimento local e regional.

Para maiores informações acesse aqui a página do 1º ENMP e curta aqui sua página no Facebook.

Receba o Boletim
Facebook
Visite nossos blogs
Clique na imagem
Clique na imagem
Clique na imagem
Visitantes
Arquivo