Entrega de premiações encerra a JIC na UFFS

Terminou em 24/10/2017, a sétima edição da Jornada de Iniciação Científica e Tecnológica (JIC) da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). O evento foi encerrado com a entrega de Menções Honrosas e com o Prêmio Jovem Pesquisador.

Os trabalhos de pesquisa apresentados pelos estudantes bolsistas da UFFS foram avaliados pela Comissão de Avaliação do evento, constituída por professores/pesquisadores da UFFS, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e de outras instituições convidadas. Receberam Menção Honrosa os melhores trabalhos nas nove grandes áreas do Conselho.

Dentre os premiados, foram selecionados o melhor trabalho em cada uma das três grandes áreas do conhecimento (Ciências da Vida / Engenharias, Ciências Exatas e da Terra / Ciências Humanas e Sociais Aplicadas), que receberam o Prêmio Jovem Pesquisador. Estes receberam o valor de R$ 1 mil e serão inscritos para apresentarem os seus trabalhos na Jornada Nacional de Iniciação Científica (JNIC), que ocorrerá durante a 70ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) em 2018.

Receberam o Prêmio Jovem Pesquisador: Gabriela de Aguiar, pelo trabalho “Ser-estar-entre-línguas-culturas: Políticas Linguísticas e Educação de Estudantes Indígenas em Chapecó/SC”, área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas; Jhenifer Cintia Beneti, com o trabalho “Avaliação dos Cães Domiciliados do Município de Realeza/PR”, área Ciências Exatas e da Terra e Engenharias; e Mariluci dos Santos Fortes, por “Perfil de Pacientes com Hiperferritinemia atendidos em uma Clínica Escola de Nutrição de um Município do Sudoeste do Paraná”, área Ciências da Vida.

Jhenifer é acadêmica do curso de Medicina Veterinária do Campus Realeza. “Esse prêmio representa toda uma caminhada, esforço e, acima de tudo, reconhecimento por parte da Pesquisa”, diz. Do mesmo campus, a jovem Mariluci, do curso de Nutrição, também comemorou. “Estou sem palavras. Apesar de toda a dedicação, para nós sempre é um desafio fazer Iniciação Científica. Eu não esperava pelo prêmio, representa muito porque reflete todo o nosso empenho e toda a nossa dedicação. Estou muito feliz”, fala.

A JIC recebeu também a parabenização dos avaliadores externos que representaram o CNPq. É o caso da professora Luciana Maria Schlindwein, professora do Departamento de Metodologia do Ensino do Centro de Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). “A avaliação da VII JIC é muito positiva. Percebemos um crescimento e um fortalecimento da Pesquisa na UFFS, e que os projetos vêm se adensando teoricamente e metodologicamente. Eles, hoje, já são projetos integrados, que pertencem a projetos mais amplos de núcleos e grupos de pesquisa. Percebemos, nesse ano, o movimento de consolidação da Pesquisa na Instituição”, apontou a docente. “Com certeza isso é reflexo também da ampliação e do investimento da Instituição na Pós-Graduação e do engajamento dos professores que desenvolvem pesquisa nos campi.”

Nos dois dias do evento foram apresentados 188 trabalhos resultantes de projetos de pesquisa desenvolvidos nos seis campi da UFFS e vinculados ao Programa de Iniciação Científica e Tecnológica (PRO-ICT). A próxima edição da Jornada acontecerá em 2018 no Campus Realeza.

Além da JIC, outros eventos ocorrem nesta semana na UFFS – Campus Erechim. Até sexta-feira acontecem o Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão (SEPE), a Mostra de Extensão e Cultura e o Simpósio em Ciência e Tecnologia Ambiental. A programação está disponível em                www.uffs.edu.br.

Fonte: Jornal Boa Vista

Deixe uma resposta

IPOL Pesquisa
Receba o Boletim
Facebook
Visite nossos blogs
Clique na imagem
Clique na imagem
Clique na imagem
Visitantes
Arquivo