Consulta pública para inclusão de questão sobre línguas faladas nos domicílios no Censo Demográfico de 2020

Estimados e estimadas colegas,

Em preparação ao Censo Demográfico de 2020, o IBGE abriu consulta pública na qual é possível individualmente ou representando grupos e instituições, sugerir a inclusão de temas a serem levantados que sejam de interesse coletivo.

Trata-se de uma etapa indispensável na preparação do Censo, pois garante que ele traduza as demandas da sociedade e assim satisfaça seu fim último, expresso na missão institucional do IBGE: “Retratar o Brasil com informações necessárias ao conhecimento de sua realidade e ao exercício da cidadania”.

Queremos convidá-los a participar dessa consulta indicando a necessidade de inclusão da pesquisa sobre as línguas faladas nos domicílios pelos cidadãos brasileiros.

Em 2010, após demanda do Grupo de Trabalho para o Inventário Nacional da Diversidade Linguística (GTDL), o IBGE dirigiu essa investigação somente para a população indígena, deixando de fora todas as demais comunidades linguísticas que fazem do Brasil um dos países mais multilíngues do mundo. A ausência dessas informações, no entanto, tem dificultado o planejamento de políticas linguísticas, culturais e educacionais mais bem ajustadas às diferentes realidades do país, como o faz a maioria dos países nos dias atuais. Além disso, essa ausência de informações torna as línguas invisíveis e impede que avancemos na constituição de direitos linguísticos amplos. Mais informações estão no texto Censos Nacionais e Perspectivas Políticas para as Línguas Brasileiras, publicado na Revista de Estudos Populacionais, acessível em http://www.scielo.br/pdf/rbepop/v33n2/0102-3098-rbepop-2016a0041.pdf

Em vista dessa situação, nossa ideia é formarmos uma frente de pessoas e instituições interessadas nessa temática e participarmos da consulta, demandando, junto ao IBGE, a realização ampla da pesquisa sobre as línguas faladas nas casas de modo a incluir todos os brasileiros.

Para tanto, é necessário acessar o link https://www.ibge.gov.br/consulta-publica-censo-2020.html e clicar no botão iniciar. A consulta está aberta até o dia 15 de maio de 2018.

Há dois espaços no formulário de consulta onde se pode fazer essa solicitação. Nós os reproduzimos ao final da mensagem e já disponibilizamos textos que você pode, se assim o desejar, utilizar em sua resposta.

Sua participação é MUITO IMPORTANTE! E solicitação ampla divulgação!

Contando com seu apoio, apresentamos nossas cordiais saudações.

Rosângela Morello

IPOL Instituto de Investigação e Desenvolvimento em Política Linguística

www.e-ipol.org  Tel. +55 048 3234-8056 e 99916-2415

 

Formulário de consulta do IBGE.

Em sua opinião, há dados não cobertos pelo Censo Demográfico 2010 que deveriam ser incluídos na próxima operação censitária?

Sim.

Dados demolinguísticos, em especial, informações sobre as línguas faladas nos domicílios brasileiros, levando-se em conta o fato do Brasil ser um dos países de maior diversidade linguísticas do mundo. Além do português e das línguas indígenas pesquisadas em 2010, são faladas também línguas de descendentes de imigrantes, de sinais, crioulas e de afrodescendentes. Apesar disso, e das recomendações da UNESCO, é um dos poucos países que não investiga o perfil linguístico da totalidade de sua população.

 

Comentários adicionais sobre suas necessidades com relação ao Censo (selecionar metodologia).

É fundamental que a questão sobre as línguas faladas pelo sujeito no domicílio crie condições para que sejam mapeadas as situações de monolinguismo, bilinguismo e plurilinguismo, gerando informações essenciais para o planejamento de políticas públicas voltadas à educação, à cultura e à ciência.

 

Deixe uma resposta

IPOL Pesquisa
Receba o Boletim
Facebook
Revista Platô

Visite nossos blogs
Clique na imagem
Clique na imagem
Visitantes
Arquivo