Catalunha recusa educação bilingue

A administração regional não quer aplicar a lei sobre o ensino do castelhano nas escolas catalãs, embora o Supremo Tribunal de Justiça tenha confirmado que a Administração catalã deve proporcionar uma educação bilíngue em Castelhano e catalão nas escolas mediante pedido dos pais.

“Nós garantimos o direito individual da família para pedir uma atenção individual às crianças na escola elementar e primária. Não termina o direito dessas famílias mas ele não pode prejudicar o direito das outras famílias.”

Josep María Cervelló, porta-voz da plataforma educacional catalão: “Esta ordem não vai ser desobedecida, porque nem sequer vai ser mesmo aplicada.” O porta-voz do Partido Independentista de esquerda foi convidado a deixar o Parlamento onde falam catalão dizendo que querem o mesmo direito do que as escolas e de acordo com essa mesma lei, pedem que todos os espanhóis aprendam a falar também o catalão.

Para os defensores do bilinguismo trata-se de “uma vitória” e de muita polêmica.

Fonte: Euronews

IPOL Pesquisa
Receba o Boletim
Facebook
Revista Platô

Visite nossos blogs
Clique na imagem
Clique na imagem
Visitantes
Arquivo