Debates importantes e trocas de conhecimento foram os principais destaques do 1º Encontro Nacional de Municípios Plurilíngues (1ºENMP)

Mesa redonda com a participação de representantes dos municípios plurilíngues - Foto: IPOL Comunicação.

Mesa redonda com a participação de representantes dos municípios plurilíngues – Foto: IPOL

Debates importantes e trocas de conhecimento foram os principais destaques do 1º Encontro Nacional de Municípios Plurilíngues (1ºENMP)

Realizado entre os dias 23 e 25 de setembro, no campus da UFSC em Florianópolis-SC, o 1º Encontro Nacional de Municípios Plurilíngues (1ºENMP) foi palco de importantes debates e trocas de conhecimentos sobre questões relacionadas às políticas linguísticas do plurilinguismo e dos processos de cooficialização de línguas nos municípios brasileiros.

Mesa de abertura com autoridades - Foto: IPOL

Mesa de abertura com autoridades – Foto: IPOL

Na Mesa de Abertura do encontro estavam presentes as seguintes autoridades (da esquerda para a direita na foto acima): Susana Martelleti Grillo Guimarães (Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão do MEC), Marcus Vinícius Carvalho Garcia (Departamento do Patrimônio Imaterial do IPHAN), Luiz Carlos Pinheiro Machado Filho (Reitoria e Secretaria de Relações Internacionais da UFSC), Felício Wessling Margotti (Centro de Comunicação e Expressão da UFSC), Altamiro Antônio Kretzer (Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Antônio Carlos-SC), Zilma Guesser Nunes (Departamento de Língua e Literatura Vernáculas da UFSC), Gilvan Müller de Oliveira (Coordenação do ENMP pela UFSC e do Observatório de Políticas Linguísticas do CNPq) e Rosângela Morello (Coordenação do ENMP e do IPOL).

Uma das 15 sessões coordenadas - Foto: IPOL

Uma das 15 sessões coordenadas – Foto: IPOL

Muitos municípios e estados enviaram seus representantes. Alguns deles apresentaram em mesas redondas o estado da arte das ações e os desafios de suas políticas de cooficialização.

Nas sessões de comunicação foram apresentados 56 trabalhos de pesquisadores de mais de 20 universidades brasileiras e de vários institutos federais e secretarias municipais.

Nas mesas temáticas foram debatidos tópicos como os direitos linguísticos, bem como as ações e as perspectivas para a gestão e o financiamento de políticas linguísticas.

Participantes fazem fila para apresentar sua proposta à Carta dos Municípios Plurilíngues - Foto: IPOL.

Participantes fazem fila para apresentar sua proposta à Carta dos Municípios Plurilíngues – Foto: IPOL.

Foi também ofertado o minicurso “Metodologias e Políticas de Regulamentação e Implementação da Lei de Cooficialização”, que será complementado com um um fórum on line, e a oficina “Registro e Documentação da Língua”.

Equipe do IPOL registrando depoimento de falantes da línguas brasileiras - Fonte: IPOL.

No encontro a equipe do IPOL registrou em vídeo depoimentos de falantes das línguas brasileiras – Foto: IPOL.

No último dia foi realizada a plenária para elaboração da Carta dos Municípios Plurilíngues, que contou com as sugestões dos participantes. O texto da Carta será disponibilizado na página do evento dentro de 15 dias para consulta pública, que poderá ser revista pelos participantes com correções ou acréscimos, para então ser publicada.

Nós do IPOL agradecemos a participação de todos que tornaram o 1ºENMP um grande sucesso e temos plena convicção de que as ações decorrentes dele trarão bons frutos para a manutenção e o fortalecimento do plurilinguismo brasileiro.

Acesse aqui a página do 1ºENMP e aqui sua página no Facebook.

IPOL Pesquisa
Receba o Boletim
Facebook
Visite nossos blogs
Clique na imagem
Clique na imagem
Clique na imagem
Visitantes
Arquivo